sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

SE ME RESTASSE MAIS UMA AULA



Texto de Aluísio Cavalcante Jr.

Como seria esta aula?
Eu aprenderia antes de iniciá-la,
O nome de cada aluno.
Observaria o brilho de cada olhar
E o encanto de cada sorriso.
Então a última lição ensinada
Seria cuidadosamente planejada,
Para não apagar de cada aluno
Seu brilho e encanto.

Esta aula falaria de solidariedade, de amizade e respeito.
Falaria de coisas simples e úteis para a vida.
Falaria da responsabilidade de dedicar a lição aprendida,
Para a construção de um mundo de amor, de paz e esperança.

Não se perderia tempo com ensinamentos inúteis.
Com competição e egoísmo.
E ao final dela nos abraçaríamos e sorriríamos.
E escreveríamos poemas sobre o presente.
E iríamos para as ruas
Falar de solidariedade.
E correríamos para as nossas casas
Para abraçar nossas famílias e amigos.

Mas não é preciso esperar a última aula.
Nem tão pouco buscar a justificativa do impossível.
Pois das dificuldades do presente,
Nasce o professor que transforma o mundo.

4 comentários:

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo Daniel.

Este texto escrevi pensando em como seria minha última aula.
Cada dia é o último dia.
Não sei se amanhã estarei na sala de aula novamente, ou se a vida estará presente em mim.

É meu texto de cabeceira.

Esteja sempre do lado dos sonhos.

Zezinha Sousa disse...

Olá, colega, já li outros textos do professor Aluízio e simplesmente amei.
Ele é o máximo. Parabéns pelo seu blog, está muito legal. Convido vc pra conhecer meus blos. Um abraço!!!

Profº Daniel Normando disse...

Fico muito agradecido pela sua visita, obrigado pelo elogio. Seu blog também é fantástico, vou ler e escolher algum texto pra trabalhar a motivação com os meus alunos, se você tiver alguma sugestão vou agradecer. O prof. Aluisio me ensinou no ensino médio, é um fantástico ser humano e um excepcional educador.

Zezinha Sousa disse...

Boa Noite, Daniel
Que bom encontrar seu comentário em meu blog! Pode pegar quantos textos quiser amigo,vamos trocar figurinhas apesar de sermos de áreas diferentes, afinal somos professores.
Vou postar esse texto do professor Aluízio no meu outro blog, se ainda não conhece faça uma visita, vou gostar de recebê-lo.
Um abraço afetuoso.